A proposta !

Eu tenho uma proposta para te fazer, mas pense bem antes de aceitar, os arrependimentos ficam por sua conta e risco.

Se você disser que sim, eu passo agora na tua casa e a gente vai pra praia devanear sobre a vida e vê o nascer do sol, o que cê me diz ?

Amanhã eu acordo e fico doida pra ti ver, tem um filme muito legal, mas eu nem quero assitir de verdade, o filme é só uma desculpa pra está do teu lado novamente.

Eu derramo a pipoca, desculpa, é que sou desastrada, cê diz que tá tudo bem, mas eu fui tão mal educada, te dou um beijo pra aliviar o papelão que fiz e você se assusta com o toque inesperado, eu não quis ser apressada, mas é que é difícil olhar pra tua boca e não querer beija-la, cê sorri e eu vejo que caiu no meu encanto ! Atirada ? Fácil ? Pra você sou tudo isso. Não me importo com os julgamentos, eu faço tudo para alimentar meu vício …

Que é você …

E calma é só um modo de dizer, pode relaxar, que eu sou de lua, e as vezes passo alguns dias fora do ar, eu gosto do meu tempo, das minhas coisas, cê pode ter sua vida, meu vício não vai te atrapalhar kkkkk Isso só foi mais uma cantada bem péssima que usei pra vê mais uma vez teu sorriso. Porra ele é lindo ! E sim isso também é outra parte do meu charme infalível. Tá caindo direitinho em !

Mas cuidado, aqui contém alto risco de paixão, e as vezes eu posso ser o cúmulo do apego, posso falar por exemplo; que já sinto saudade antes do beijo de despedida, posso ligar de madrugada só pra ouvir tua voz, que eu particularmente acho linda, ou do nada, assim sem querer, aparecer no teu portão, só porque a saudade de passar um dia sem te ver me deu uma certa agonia.

Só que ao lado disso, tem o meu eu desapegado, ele vem depois que o eu carente vai embora, e eu posso ativar o meu modo quase indiferente e assim parecer no meu momento que não estou nem aí. Mas eu sempre tô aqui pra ti e mesmo nos momentos de desapego cê pode comigo contar.

Também tem a questão da minha indecisão, outra coisa bem difícil de lidar. Eu quero morar no Alasca e descobrir como é viver no frio extremo, ou então quero uma casa na praia, pegando sol de janeiro a janeiro, com mergulhos rotineiros para limpar a alma no mar.

Quero viajar o mundo, e morar cada semana em um lugar. Ou ter uma casa com três gatos, dois cachorros, um quintal grande e uns dois guris pra completar. Eu quero tudo ! Eu quero o mundo ! Mas meus braços são pequenos para tudo comportar !

Não sinto tristeza diante disso, outro fato sobre mim que pode incomodar é a minha capacidade de me desligar, eu só paro e começo a pensar, gosto de sonhar, isso alivia a minha existência e eu quero também que tu conheça o meu lado mais leve, o peso que a nossa própria existência nos traz já é suficiente. Porém isso não significa que não vamos estar juntos nos momentos dificies.

Outro fato sobre mim, eu sei lidar bem com a dor, isso nunca foi problema para mim, então vem, com a tua bagagem, não precisa tirar, a gente se arruma, se ajeita, dá um jeito, mas vem, só que com uma condição.

Cê aceita se aventurar nas minhas certezas incertas, no meu efêmero infinito, na minha contradição, no meu mundo meio torto, que as vezes nem eu mesma entendo kkkk ? Isso é realmente um pedido para cê compartilhar a vida comigo? Iai ? Qual é a tua resposta ?

Mulher, negra, LGBT // Escrevo sobre amor para aliviar a alma. Escrevo sobre a dor para tentar curá-la. Escrevo sobre a realidade para tentar mudá-la.

Mulher, negra, LGBT // Escrevo sobre amor para aliviar a alma. Escrevo sobre a dor para tentar curá-la. Escrevo sobre a realidade para tentar mudá-la.