O nosso fim …

Quando falo para as pessoas sobre o nosso término, elas me dizem que eu posso estar carente e com tendência a só ver as coisas boas da nossa relação. Que por isso eu sinto essa saudade tão grande que em dias mais frios me impedem de passar mais de uma hora sem pensar metade dela em você. É estranho porque sempre ouvi, li e vi as pessoas saindo de relacionamentos muito machucadas com o outro, não querendo nunca mais ouvir o nome do ex sendo falado em voz alta, arrependidas por um dia terem tido algum tipo de relação com essa outra pessoa. Mas no meu caso meu maior arrependimento é de não ter tido o poder de fazer durar mais um pouco. Eu não guardo mágoas de você, o que para mim é bem pior, as vezes desejo que você estivesse mentindo para mim, que seus motivos para terminar não fossem tão maduros e sensatos, que você não estivesse com a razão. Eu quero te odiar, eu quero com todas as forças não querer mais te ver na minha frente, porque isso seria muito melhor do que querer te ver todo dia, do que sentir tanto a sua falta que o corpo chega a doer, do que continuar acreditando que um dia eu vou voltar para você. Cada mensagem, cada batida na porta faz meu coração acelerar, mesmo sabendo que é impossível um dia você se arrepender, e vir correndo me ver, meu peito insiste em manter viva a esperança. É tão difícil ainda te amar, é tão difícil entender que eu não tenho como controlar os meus sentimentos a ponto de fazê-los sumir em um piscar de olhos. Eu entendo que é normal existirem dias assim, em que a saudade vai tomar completamente conta de mim e eu terei que lutar com todas as minhas forças para não ir até você e falar tudo que estou sentindo. Mas eu me sinto muito mal e até fico assustada quando percebo o impacto que a nossa relação teve em minha vida e que ainda tem, tenho medo de nunca conseguir dizer adeus por inteiro, porém eu sei que o processo é longo e sei que por mais que eu tente te odiar e te apagar da minha memória, eu não vou conseguir e na realidade eu não quero. Você foi a estória mais bonita que eu ajudei a escrever e sempre será. Você foi a minha primeira estória de amor e isso deixa marcas, eu só espero um dia olhar para essas marcas e sorrir, não mais chorar, espero que a saudade dolorosa por não mais te ter, vire aquela saudade boa que aquece o coração e que faz você ficar feliz por saber que viveu algo bom …

Mulher, negra, LGBT // Escrevo sobre amor para aliviar a alma. Escrevo sobre a dor para tentar curá-la. Escrevo sobre a realidade para tentar mudá-la.

Mulher, negra, LGBT // Escrevo sobre amor para aliviar a alma. Escrevo sobre a dor para tentar curá-la. Escrevo sobre a realidade para tentar mudá-la.